Quarta, 23 de Junho de 2021 15:32
99 988XX99XX
Anúncio
Saúde Saúde

Você e o Doutor: Entenda o risco do excesso de trabalho à saúde

O médico Antonio Sproesser explica como a falta de limite entre vida profissional e pessoal pode levar a problemas cardíacos e AVC

09/06/2021 00h10
Por: Redação Maranhão em Pauta Fonte: R7

Um estudo realizado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) mostrou que quem trabalha mais de 55 horas semanais tem maior risco de desenvolver doenças cardíacas e ter um AVC (acidente vascular cerebral). Mais de 745 mil pessoas morreram devido ao excesso de trabalho no mundo; 398 mil tiveram AVC e 347 mil, doenças cardíacas.

Neste episódio, o médico Antonio Sproesser explica como o home-office, durante a pandemia, pode levar à falta de limite entre a vida pessoal e a profissional e como isso repercurte na saúde física e mental. "Chama a atenção que os maiores problemas ocorreram nos países asiáticos, sendo mais frequente em homens, principalmente entre 45 e 74 anos", afirma. "Então, se você está nesta faixa etária e é homem, está na linha de frente do risco de ter problemas no coração", acrescenta.

Ele ressalta a importância de impor limites na carga horária do trabalho em casa para evitar a "morte prematura" e alerta sobre os problemas que isso pode acarretar a longo prazo. "Não ter limites pode aumentar o risco de doença crônica", finaliza.

Ouça o podcast:

Ele1 - Criar site de notícias